Pesquise no Blog

Pesquisa personalizada

21 de dez de 2010

Feliz Natal

Caros amigos,

Espero que este blog tenha lhes sido util durante o ano de 2010.

Desejo a todos um Feliz Natal e um ano novo repleto de realizações...

Veja como seria o Nascimento de Jesus na era digital:


1 de jul de 2010

O NEGÓCIO É AMAR (Clipe)

O NEGÓCIO É AMAR ===
(Carlos Lyra) ====



Tem gente que ama, que vive brigando
E depois que briga acaba voltando
Tem gente que canta porque está amando
Quem não tem amor leva a vida esperando
Uns amam pra frente, e nunca se esquecem
Mas são tão pouquinhos que nem aparecem
Tem uns que são fracos, que dão pra beber
Outros fazem samba e adoram sofrer
Tem apaixonado que faz serenata
Tem amor de raça, amor vira-lata
Amor com champagne, amor com cachaça

Amor nos iates, nos bancos de praça
Tem homem que briga pela bem-amada
Tem mulher maluca que atura porrada

Tem quem ama tanto que até enlouquece
Tem quem dê a vida por quem não merece
Amores à vista, amores à prazo

Amor ciumento que só cria caso
Tem gente que jura que não volta mais
Mas jura sabendo que não é capaz
Tem gente que escreve até poesia
E rima saudade com hipocrisia

Tem assunto à bessa pra gente falar
Mas não interessa o negócio é amar

DANÇAR E AMAR.- She's Like the wind (Clipe)



.

19 de mai de 2010

* O Encantador de Cavalos 2

O HOMEM QUE OUVE CAVALOS

Resumo escrito:joaoadmfinanceira
Monty Roberts (o encantador de cavalos) era filho de um homem rude cujos métodos de tratar com cavalos eram convencionais, ou melhor, cruéis. Seu pai domava os cavalos pelo tradicional método de “machucá-los para não ser machucado”.

Após ter conseguido domar um cavalo em apenas três dias, Monty resolveu mostrar como fizera isso para seu pai, este porém reagiu de forma inesperada, olhou fixamente para Monty e gritou:

“- Que diabo de filho eu estou criando?”

Então, ele pegou uma corrente e bateu com força nas costas de Monty.

Monty Roberts tem uma descendência indígena, seu avô nasceu no País de Gales, Reino Unido e se casou com uma jovem índia cherokee que se chamava Sweeney. Seu tio Ray, que adquiriu tanto os costumes dos brancos como dos índios, contou para Monty como os índios cherokees faziam para capturar os cavalos mustangs na grandes planícies do oeste americano.

Primeiro seguiam a manada de cavalos. Não perseguiam, mas simplesmente andavam atrás deles obrigando-os a andar mais rapidamente. Faziam isso por um ou dois dias. Então, quando decidiam que era a hora de voltar os cherokees davam a volta e passavam a andar na direção oposta à dos cavalos selvagens.

Invariavelmente, a manada se virava e passava a seguir os índios. Era o “efeito ioiô”. Esse fenômeno foi chamado de “Avançar e Recuar”.

Com 13 anos ele foi para o deserto de Nevada com seu irmão Larry para capturar cavalos selvagens para um rodeio.

Com 14 anos, Monty, foi para o deserto de Nevada, sem seu irmão, para poder observar melhor uma manada de cavalos selvagens (Mustangs), usava os barrancos para se esconder, conseguiu se aproximar 400 metros da manada. O uso de binóculos foi incrivelmente importante.

A manada era liderada por uma égua (fêmea dominante). O garanhão dominante (macho alfa) contorna e defende o rebanho contra saqueadores. Sua motivação é evitar que qualquer um roube seu harém.

A partir daí ocorre uma seqüência de eventos.

Um jovem potro, castanho-claro, começou a se comportar mal. Bem no meio do grupo, ele correu até uma potranca e lhe deu um coice. Um potrinho pequeno se aproximou dele e ele lhe deu uma mordida na traseira. A égua baia se aproximou um pouco mais. Ela testemunhou uns quatro episódios de mal comportamento antes de tomar uma atitude. Ela baixou as orelhas para trás e foi a toda velocidade em direção ao potro, colidiu com ele e derrubou-o.

A égua baia expulsou o potro castanho uns 300 metros para longe da tropa e o deixou ali sozinho.

A égua se aproximou no limite do grupo, mantendo o potro exilado. Ele estava aterrorizado. Um cavalo separado do grupo é presa fácil para predadores. Ele começou a caminhar para frente e para trás com a cabeça próxima do chão, demonstrando, submissão, vassalagem e obediência.

O potro tentou retornar para o grupo pelo outro lado, mas foi seguido pela égua baia. Mais uma vez ela correu com ele, mantendo-o uns 300 metros dos demais cavalos.

De longe o potro começou a lamber os lábios e a mastigar, como se dissesse:

“- Olhe, eu sou herbívoro, não sou ameaça para você.”

Mais tarde a égua baia deixou ele retornar pára a manada. A égua estava fazendo agrados no potro castanho, esfregava seu pescoço no dele.

Depois do purgatório...o céu.

A matriarca dava disciplina nos adolescentes. A jovem energia dos adolescentes os impulsionava a fazer coisas, e a sua inexperiência fazia com que as coisas saíssem erradas, como acontece com jovens de qualquer espécie. Era função da égua mantê-los na linha.

Enquanto Monty observava os métodos da égua baia de educar os adolescentes, começou a entender a linguagem usada. Era excitante reconhecer a exata seqüência de sinais passados entre ela e os adolescentes. Era realmente uma linguagem previsível, discernível e efetiva. Era uma linguagem silenciosa, era a linguagem do corpo.

Essa linguagem corporal que os

O HOMEM QUE OUVE CAVALOS Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/society-and-news/spirituality/1808544-homem-que-ouve-cavalos/

O Encantador de Cavalos

Quem assistiu o Globo Rural, deste ultimo fim de semana, pode ver Monty Roberts (o Encantador de Cavalos) em ação. Simplesmente extraordinário!



O ENCANTADOR DE CAVALOS
Conhecido como o ENCANTADOR DE CAVALOS, Monty Roberts tem um dom natural de se comunicar com os cavalos por mais chulcro, por mais brabo que ele seja.
Conheça o livro O Homem Que Ouve Cavalos, que ele escreveu.

Baseado nisso em 1998 Robert Redford lançou o filme The Horse Whisperer (O Encantador de Cavalos.

Compre o filme por menos de R$ 13,00


Assista um vídeo do youtube, onde Monty Roberts faz uma demonstração da doma de cavalos sem um uso da violência.

http://br.youtube.com/watch?v=p_0q4HMjirs


.

12 de mai de 2010

Meu Filho Deus Lhe Proteja - musica de PAULO SERGIO




Meu Filho Deus Que Lhe Proteja
Paulo Sérgio


Eu recordo com felicidade, dia mês e hora em que você nasceu
Você trouxe tanta alegria fruto do amor de sua mãe e eu
Meu filho Deus que lhe proteja e onde quer que esteja eu rezo por você
Eu adoro ver você sorrindo, seu sorriso faz de tudo eu esquecer.
Com meu peito cheio de saudade eu lembro os bom momentos que você me deu
Não consigo esquecer o dia que você me deixou e foi morar com Deus
Mas eu sinto a tua presença em tudo que eu faço onde quer que eu vá
Na escola em casa ou na rua, qualquer coisa que eu olho o seu rosto está

Hoje estou mais crescido, tanto tempo já passou,
Sempre vou levar comigo tudo que você me ensinou

Meu filho Deus que lhe proteja e onde quer que esteja eu rezo por você
Eu adoro ver você sorrindo, seu sorriso faz de tudo eu esquecer.

.

11 de mai de 2010

Você é Uma Cenoura, Um Ovo ou Pó de Café?

~ ~ Autor Desconhecido

A moça foi para sua mãe e lhe contou sobre sua vida, e como
as coisas estavam tão difíceis para ela. Ela não sabia como ia
fazer e queria desistir. Ela estava cansada de lutar e
lutar. Parecia que quando um problema estava resolvido um outro surgia.

Sua mãe a levou para a cozinha. Encheu três panelas com água.
Na primeira panela, colocou cenouras, em outra colocou ovos
e na outra colocou pó de café. Ela sentou-se e deixou ferver
sem dizer uma palavra. Em cerca de vinte minutos, ela desligou os
queimadores. Pescou as cenouras e as colocou em uma tigela. Ela
puxou os ovos e os colocou em uma tigela. Então pegou o
café e o colocou em uma tigela.

Voltando-se para sua filha, ela perguntou: "Diga-me o que você vê?
"Cenouras, ovos e café," ela respondeu.

A mãe trouxe para mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras. Ela obedeceu e notou que ficou mole.

Ela então pediu a ela para levar o ovo e quebrá-lo. Depois de retirar a casca, verificou que o ovo cozido duro.

Finalmente, ela lhe pediu para cheirar e saborear o café. A filha sorriu, como ela cheirava e provar seu aroma delicioso. A filha perguntou: "Qual é o ponto, mãe? "

Sua mãe explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade - água fervendo - mas cada um reagiu de maneira diferente. A cenoura entrou forte, firme e inflexível. No entanto, após ter sido submetido à água fervendo, ela amolecera e se tornara frágil. Os ovos eram frágeis. Sua fina casca exterior tinha protegido seu líquido interior. Mas, depois de colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais endurecido.

O pó de café eram únicos, porém. Depois que eles estavam na água fervente, havia mudado a água.

"Qual deles é você?" Ele perguntou à filha. "Quando provações e adversidades
batem à sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou um grão de café? "

Pense nisto: Que sou eu? "

Eu sou uma cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade , se murcha e se torna frágil e perde sua força?

Eu sou o ovo, que começa com um coração passivo, mas muda com o calor? Eu tinha um espírito fluido, mas depois de uma morte, uma dificuldade financeira ou alguma outra eu me tornei mais difícil e duro? A minha casca parece a mesma, mas por dentro, estou amargo e obstinado, com um espírito duro e um coração endurecido?

Ou sou eu como o pó de café? O Café muda com a agua quente, a própria circunstância que traz a dor. Quando a água fica quente, ele libera o aroma e sabor.


Como você lida com a adversidade? Como a cenoura, o ovo ou o pó de café?

10 de mai de 2010

YouTube - Evaldo Braga - A cruz que carrego



A Cruz Que Carrego
Evaldo Braga
Composição: Isaías Souza
Sinto que é grande a tristeza
Intenso o inverno
O meu destino cruel
Me expoe ao inferno
Em nada mais posso crer
Para mim nada existe
Somente eu sei dizer
Por que vivo tão triste
Sinto a cruz que carrego bastante pesada
Já não existe esperança
No amor que morreu
A solidão, amargura
Desprezo e mais nada
Vou lamentando a sorte
Que a vida me deu
Vou caminhando tão triste
Na noite escura
Meu coração vai sofrendo
Minha alma murmura
Quem de amor me chamava
Na hora da ceia
Quem de mim tanto gostava
Agora me odeia
Sinto na cruz que carrego
Bastante pesada
Já não existe esperança
No amor que morreu
A solidão, amargura
Desprezo e mais nada
Vou lamentando a sorte
Que a vida me deu

* Ultima Cancao - Paulo Sergio e Antonio Marcos

Pra voce matar a saudade e alimentar a sua alma:




Última Canção
Paulo Sérgio
Composição: Carlos Roberto
Esta é a última canção que eu faço pra você
Já cansei de viver iludido só pensando em você
Se amanhã você me encontrar
De braços dados com outro alguém
Faça de conta
Que pra você não sou ninguém
Mas você deve sempre lembrar que já me fez chorar
E que a chance que você perdeu nunca mais vou lhe dar
E as canções tão lindas de amor
Que eu fiz ao luar para você
Confesso
Iguais àquelas não mais ouvirá
E amanhã sei que esta canção você ouvirá no rádio a tocar
Lembrará que seu orgulho maldito já me fez chorar por muito lhe amar
Peço não chore
Mas sinta por dentro a dor do amor
E então você verá o valor que tem o amor
E muito vai chorar ao lembrar do que passou

.

* Nunca Deixe de Sonhar (Video)

As vezes bate um desanimo e agente não sabe se vale a pena sonhar e tocar a vida . Este video vai lhe mostrar que sempre vale a pena sonhar. Assista-o.



.

5 de mai de 2010

Mensagens do Dalai Lama

* O objetivo da religião não é a construção de templos bonitos, mas a cultivar as qualidades humanas positivas, tais como tolerância, generosidade e amor.




* Todas as religiões do mundo, independentemente da sua visão filosófica, baseia-se no preceito de que devemos reduzir o nosso egoísmo e servir aos outros.




* Em nossa vida humana, a tolerância é muito importante, ajuda a superar as dificuldades. Sem ela, as coisas pequenas irritar você e você exagerar.




* Estar ciente de uma falha única em si mesmo é mais útil do que estar ciente de mil em alguém.




* Em nossa vida diária, afeto e compaixão são indispensáveis.

30 de abr de 2010

PERTO DEMAIS - The Closer I Get To You- clipe



ROBERTA FLACK
The Closer I Get To You (tradução)

O mais perto que eu chego de você

O mais perto que eu chego de você
Mais você me faz ver
Dando-me tudo que você tem
Seu amor prendeu-me
Repetidamente
Tento dizer a mim mesmo que
Nunca poderíamos ser mais que amigos
E o tempo todo no meu íntimo, eu sabia que era real
A forma como você me faz sentir
Deitada junto a você
O tempo parece voar
Precisando mais e mais de você
Vamos dar uma chance ao amor
Oh, mais doce cresce o amor
E o céu está lá para aqueles
Que enganam as armadilhas do tempo
Com os corações amantes, eles encontram o amor verdadeiro de um modo especial
O mais perto que eu chego de você
Mais você me faz ver
Dando-me tudo que você tem
Seu amor prendeu-me
O mais perto que eu chego de você
Um sentimento toma conta de mim (de mim também)
Puxando-me mais perto, suave como a gravidade

Vaja mais em : http://adriloaz.blogspot.com/2010/04/closer-perto-demais.html

Compartilhe Este Blog:

Posts do blog Lei da Atração