Pesquise no Blog

Pesquisa personalizada

19 de mai de 2010

* O Encantador de Cavalos 2

O HOMEM QUE OUVE CAVALOS

Resumo escrito:joaoadmfinanceira
Monty Roberts (o encantador de cavalos) era filho de um homem rude cujos métodos de tratar com cavalos eram convencionais, ou melhor, cruéis. Seu pai domava os cavalos pelo tradicional método de “machucá-los para não ser machucado”.

Após ter conseguido domar um cavalo em apenas três dias, Monty resolveu mostrar como fizera isso para seu pai, este porém reagiu de forma inesperada, olhou fixamente para Monty e gritou:

“- Que diabo de filho eu estou criando?”

Então, ele pegou uma corrente e bateu com força nas costas de Monty.

Monty Roberts tem uma descendência indígena, seu avô nasceu no País de Gales, Reino Unido e se casou com uma jovem índia cherokee que se chamava Sweeney. Seu tio Ray, que adquiriu tanto os costumes dos brancos como dos índios, contou para Monty como os índios cherokees faziam para capturar os cavalos mustangs na grandes planícies do oeste americano.

Primeiro seguiam a manada de cavalos. Não perseguiam, mas simplesmente andavam atrás deles obrigando-os a andar mais rapidamente. Faziam isso por um ou dois dias. Então, quando decidiam que era a hora de voltar os cherokees davam a volta e passavam a andar na direção oposta à dos cavalos selvagens.

Invariavelmente, a manada se virava e passava a seguir os índios. Era o “efeito ioiô”. Esse fenômeno foi chamado de “Avançar e Recuar”.

Com 13 anos ele foi para o deserto de Nevada com seu irmão Larry para capturar cavalos selvagens para um rodeio.

Com 14 anos, Monty, foi para o deserto de Nevada, sem seu irmão, para poder observar melhor uma manada de cavalos selvagens (Mustangs), usava os barrancos para se esconder, conseguiu se aproximar 400 metros da manada. O uso de binóculos foi incrivelmente importante.

A manada era liderada por uma égua (fêmea dominante). O garanhão dominante (macho alfa) contorna e defende o rebanho contra saqueadores. Sua motivação é evitar que qualquer um roube seu harém.

A partir daí ocorre uma seqüência de eventos.

Um jovem potro, castanho-claro, começou a se comportar mal. Bem no meio do grupo, ele correu até uma potranca e lhe deu um coice. Um potrinho pequeno se aproximou dele e ele lhe deu uma mordida na traseira. A égua baia se aproximou um pouco mais. Ela testemunhou uns quatro episódios de mal comportamento antes de tomar uma atitude. Ela baixou as orelhas para trás e foi a toda velocidade em direção ao potro, colidiu com ele e derrubou-o.

A égua baia expulsou o potro castanho uns 300 metros para longe da tropa e o deixou ali sozinho.

A égua se aproximou no limite do grupo, mantendo o potro exilado. Ele estava aterrorizado. Um cavalo separado do grupo é presa fácil para predadores. Ele começou a caminhar para frente e para trás com a cabeça próxima do chão, demonstrando, submissão, vassalagem e obediência.

O potro tentou retornar para o grupo pelo outro lado, mas foi seguido pela égua baia. Mais uma vez ela correu com ele, mantendo-o uns 300 metros dos demais cavalos.

De longe o potro começou a lamber os lábios e a mastigar, como se dissesse:

“- Olhe, eu sou herbívoro, não sou ameaça para você.”

Mais tarde a égua baia deixou ele retornar pára a manada. A égua estava fazendo agrados no potro castanho, esfregava seu pescoço no dele.

Depois do purgatório...o céu.

A matriarca dava disciplina nos adolescentes. A jovem energia dos adolescentes os impulsionava a fazer coisas, e a sua inexperiência fazia com que as coisas saíssem erradas, como acontece com jovens de qualquer espécie. Era função da égua mantê-los na linha.

Enquanto Monty observava os métodos da égua baia de educar os adolescentes, começou a entender a linguagem usada. Era excitante reconhecer a exata seqüência de sinais passados entre ela e os adolescentes. Era realmente uma linguagem previsível, discernível e efetiva. Era uma linguagem silenciosa, era a linguagem do corpo.

Essa linguagem corporal que os

O HOMEM QUE OUVE CAVALOS Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/society-and-news/spirituality/1808544-homem-que-ouve-cavalos/

O Encantador de Cavalos

Quem assistiu o Globo Rural, deste ultimo fim de semana, pode ver Monty Roberts (o Encantador de Cavalos) em ação. Simplesmente extraordinário!



O ENCANTADOR DE CAVALOS
Conhecido como o ENCANTADOR DE CAVALOS, Monty Roberts tem um dom natural de se comunicar com os cavalos por mais chulcro, por mais brabo que ele seja.
Conheça o livro O Homem Que Ouve Cavalos, que ele escreveu.

Baseado nisso em 1998 Robert Redford lançou o filme The Horse Whisperer (O Encantador de Cavalos.

Compre o filme por menos de R$ 13,00


Assista um vídeo do youtube, onde Monty Roberts faz uma demonstração da doma de cavalos sem um uso da violência.

http://br.youtube.com/watch?v=p_0q4HMjirs


.

Compartilhe Este Blog:

Posts do blog Lei da Atração